Moscow Mule, o drink do momento, no Oliver/CRU. Por Jamile Guerra

A Jamile é leitora do blog e esposa do meu amigo Bruno e quando eu finalmente a conheci, fiquei louca com o tanto que nos demos bem. Assim, eu já aproveitei o encontro para pedir que ela fosse em nome do blog conhecer o drink mais badalado do momento: o Moscow Mule.

Eu provei o drink em outra ocasião, quando fui almoçar Porco no Rolete lá no Oliver, e, realmente, a bebida é perfeita para Brasília. Não é enjoativa, é refrescante e é alcoólica, porque, né. Algumas pessoas precisam de álcool para viver.

Enfim, a impressão dela foi bem bacana e eu adorei o fato de que ela, como eu, não estava atenta para nomes famosos da gastronomia da cidade, passando por algumas gafes engraçadas! 😉

Moscow Mule

Por Jamile Guerra

Quem vê aquela inocente canequinha de cobre nem imagina o que ela traz em si. O Moscow Mule é uma bebida que surpreende do início ao fim, seja pela apresentação ou pela proeza de oferecer, ao mesmo tempo, doçura e acidez.

Um clássico dos anos 50, foi responsável pela popularização da vodca nos Estados Unidos. A versão original leva também Ginger Beer e limão. Em Brasília, ganhou uma releitura charmosa no Restaurante Oliver, trazendo em sua composição gengibre e espuma de limão.

IMG-20160715-WA0013

O drink passou a compor a carta da casa e foi merecidamente festejado. Em São Paulo e no Rio de Janeiro já virou um “queridinho”, promete alcançar o mesmo status no Planalto Central.

A espuma de limão dá uma textura macia à bebida, quase um carinho no céu da boca. Outra coisa interessante é que o gengibre vai se incorporando cada vez mais ao drink, o que significa que se você beber bem devagar vai perceber a sutileza da mudança de gosto.

IMG-20160715-WA0018

Aliás, se eu pudesse dar um conselho àqueles que quiserem conhecer o Moscow Mule do Oliver, diria: vá com calma. Bem, primeiro por ser uma dessas bebidas que enganam a gente. Às vezes, você até esquece que tem álcool – muito embora o teor alcoólico do drink varie de 35% a 60% – e é justamente aí que mora o perigo (quem nunca?). Depois porque é uma delícia sentir o tempo agir na bebida.

Cada caneca sai por R$24,00 R$28,00 e vale o investimento. Aproveite para provar as comidinhas do Oliver e também do Cru, que é anexo ao Restaurante. Eu caí de amores pela Casquinha de Linguiça com Ovo Pochê (R$18,00). Um escândalo de gostosa.

22

PS: A foto da casquinha ficou muito escura, então, usamos uma foto de divulgação do site www.peixeurbano.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *