Mercadito – por Maria Jéssica

Introdução: A Maria Jéssica eu conheci porque ela ganhou um sorteio em outro blog e foi almoçar com as minhas bffs bloggers Cauca e Kaká. Viramos amigas. E agora, ela faz sua contribuição ao Melhor e Pior. 😉

Confesso que enrolei para escrever esse texto, não por falta de vontade, mas por um certo receio de não fazer jus ao meu tão querido MPBSB.

Há uns 40 dias, fui na inauguração do Mercadito. Trata-se de um bar e restaurante na CLS 202, bloco B.
É composto por três ambientes:  salão térreo onde é possível ver os barmen trabalhando, área externa protegida com vegetação e um mezanino com boas mesas para grupos de amigos.

1

A carta de drinks é assinada pelo bartender Rinaldo Honorato, selecionado entre os 10 melhores do Brasil pelo campeonato Grand Marnier e voltada especialmente para drinks com gim. Mas confesso que o que me encantou foi uma caipirinha de abacaxi com licor 43: seeeensacional! Utilizar o licor 43 em uma caipirinha era algo inédito pra mim e achei que ficou excelente. Bem gelado e do tipo que você não sente que tá bebendo (chega a ser perigoso, hehehe).

5

Por se tratar de uma noite de inauguração para a impressa, degustamos as comidas, mas no formato finger food. Não terei como falar sobre porções/preço, mas apenas de sabor. E em primeiríssimo lugar para mim foi o camarão com manga da foto abaixo. Que coisa deliciosa! Camarão empanado perfeitamente, mas o que quase me fez perder a compostura foi o molho que acompanhava: hiper aveludado, um sabor marcante, uma pimentinha boa, mas sem ser enjoativo. Queria muito ter lambido o copinho!

6

Provamos alguns outros pratos, mas decidi mostrar apenas os que conseguiram destacar o talento do chef Beto Ribeiro, responsável pela cozinha no Mercadito. Pratos como lula ao vinagrete e fish and fries estavam apenas OK na data da visita. O serviço estava lento, mas acho super compreensível, pois era a primeira noite de funcionamento da casa.

Essa sobremesa não é nenhum pouco fotogênica, mas estava deliciosa e não poderia deixar de comentar. Trata-se de um churros de biscoito oreo. Super gostoso! Veio quentinho, macio, mas com uma casquinha crocante e um doce de leite matador!

7

Além de bar/baladinha pelas noites de Brasília, o Mercadito também será mais uma opção de almoço para a cidade. Trabalhará com cardápio à La Carte e também com sistema de self service. Fui almoçar por lá em um segunda feira, quase um mês depois da abertura e já vi um serviço bem mais ordenado. Fui almoçar era 12:05, umas das primeiras pessoas a entrar no restaurante, logo estava tudo bem arrumadinho no buffet.

9

Ao lado da entrada já se tem os pratos e a parte das saladas com várias folhas, molhos e complementos. Eles dispõem de um funcionário para cortar e misturar todos os ingredientes que você escolheu. Adoro isso! Misturar deixa qualquer salada muito mais gostosa. Ao lado tem também uma churrasqueira onde tinha opções como fraldinha, frango com bacon, linguiça, cebola assada. E com um atendente hiper solicito! Infelizmente não tirei foto da parte da churrasqueira.

Eles tem espaço para 20 opções quentes. Gostei de ver plaquinhas informando do que se tratava cada prato, pois é muito chato você ter que adivinhar. Contava com de carne ao molho, peixe frito e assado, batata frita normal e chips, omelete e legumes assados. Desculpe pelas fotos ruins, mas é que tive vergonha de tira-las e fui o mais rápida que pude.

PhotoGrid_1468295850819

Logo após servir o prato já é possível escolher a bebida, a sobremesa e pesar a refeição. Pode escolher um suco e já pedi lá mesmo que um garçom levará na sua mesa.

Quanto à comida: gostei bastante de tudo que provei. Comida muito bem feita, tempero presente, mas sem ser exagerado, compatível com um restaurante que servirá um público diversificado e frequente. Notei um cuidado especial na elaboração de pratos para alimentação saudável e para vegetarianos. Não eram só verduras cortadas e jogadas sabe? Tinha sabor e beleza! As carnes do churrasco estavam bem preparadas e achei um bom diferencial ter a churrasqueira, comparando com outros restaurantes próximos.

Em breve, pretendo voltar para uma visita real na noite. A inauguração mostrou uma excelente estrutura e a possibilidade de uma boa culinária! Agora é testar a consolidação do público frequentador    , se o serviço estará mais entrosado e a cozinha conseguirá manter-se constante. Boa Sorte, Mercadito! Espero que tenha vindo pra ficar.  😀

 

5 thoughts on “Mercadito – por Maria Jéssica”

  1. À noite é absolutemente desorganizado! Esperei exatos 48 minutos por um drink! Lotado, e não, não conseguem atender à demanda! Precisan melhorar e muuuuito!

    1. Acho super perigoso esse hype a respeito de restaurante novo. Depois a casa não consegue manter uma freguesia mais fiel. Porém, o lance de atendimento e equipe é um dos aspectos mais difíceis para qualquer proprietário. Espero que eles se recuperem porque eu ainda nem fui lá.

  2. Concordo com a Denise. Fui ontem lá com uma amiga e fiquei decepcionada com a prestação do serviço. O atendimento foi péssimo. Falta treinamento e, talvez, até a contratação de mais garçons para darem conta do recado.
    A comida estava boa.

  3. Estive no Mercadito em Janeiro. A experiência foi boa.
    O local é muito bonito e tem um clima gostoso. Estava cheio sem estar tumultuado.
    O ponto positivo são as porções. Pedimos vários pratos diferentes e todos estavam deliciosos.

    O que me deixou triste foram os drinks. Todos com muito pouco álcool, a ponto de eu pedir para o garçon levar de volta e pedir para o barman adicionar mais gin no meu gin tônica. Acho que depois que passei a frequentar o Balcony 412, fiquei mal-acostumado e muito mais exigente com a qualidade das bebidas.

    1. Eu amo o Balcony, então, também sou bem suspeita para falar. O que eu fiquei sabendo do Mercadito e me deu vontade de arriscar é uma churrascada aos domingos (acho que não todos, só alguns do mês), com lagostim de entrada, carnes variadas, tudo na brasa, e cerveja liberada (Stella e/ou heineken, eu acho) por R$150,00. Apesar do preço, se realmente for tudo bem gostoso e realmente liberado, achei que vale a pena. Se eu conseguir conhecer, coloco aqui. 🙂
      PS: eu comentei lá no seu blog, num texto sobre a realidade brasileira que eu amei. Muito boa sua escrita, parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *