Cantina Sanfelice

       Do mesmo jeito que é sempre bom checar a segunda foto no Tinder, porque a primeira pode ser enganação, é sempre bom escrever um texto depois de mais de uma experiência com a mesma casa.

      Em alguns casos, a segunda visita apaga a boa impressão da primeira, e em outros, felizmente, o retorno só reforça nosso gosto pelo lugar.

     A Sanfelice, como eu já vi por aqui mesmo, recebe duras críticas, de vez em quando. Eu sinceramente não consigo entender o porquê. E depois que fiquei sabendo que já teve cliente que comparou a massa artesanal e primorosa da casa com o produto do Spoletto, eu acho que não preciso nem saber o motivo, pois tem gente que, obviamente, não só não sabe comer, como ainda gosta de ser grosseiro, pois dizer isso pra Chef e falar que o molho de tomate parecia de latinha é uma atitude irresponsável.

       Enfim, se na Asa Norte o foco é massa congelada, para pedir ou levar para casa, na Asa Sul a ideia é ser transportado para uma típica cantina italiana. Decoração tradicional, ambiente super aconchegante, aquele climão mesmo de Itália.

      Um buffet de antepasto de se comer de joelhos, repleto de queijos, azeitonas, abobrinha e embutidos deliciosos como presunto cru, salames, entre outros quitutes. Precinho forte: R$85,00, o kilo. Mas, convenhamos, nenhum desses produtos é barato no Brasil. Na primeira visita, o buffet serviu de entradinha, na segunda, serviu de belisquete gourmet para uma noitada de vinhos. Maravilhoso nas duas visitas.

      No almoço de família, o famoso Fileto alla Parmigiana, com filé macio, molho de tomate verdadeiro, sem aquela cor artificial, com leves notas adocicadas, bem temperado, uma delícia. Bom queijo e porção generosa por R$179,00, que deu para muita gente comer. Éramos 5 adultos.

      Tão gostoso que até sobrou um pouco da Saltimboca alla Romana, de filé mignon recheado com Parma, parmesão e sálvia, grelhado e flambado ao vinho branco. Delícia também.(R$? – faixa de 150,00-160,00)

     Para acompanhar as carnes, Fettucine Alfredo (R$? – faixa de 50,00 – 60,00), um clássico imbatível de massa ao dente com molho branco carregado de queijo grana padano. Além de delicioso, as porções são fartas, bem italianonas mesmo, o que contribui ainda mais com uma farra gastronômica familiar.

      Tão ótimo, que quando me bateu a vontade de tomar um vinho numa sexta-feira, lembrei: a Sanfelice tem vinho, e melhor, TEM BRINQUEDOTECA. Três crianças distraídas, dois maridos da vez e quatro amigos(as) puderam se deleitar com vinho e o buffet de antepastos nos barris que servem de mesa de espera, lá fora, no friozinho que deixou a gente se sentindo muito europeu. Excelente visita.

     Dou meu pleno apoio à casa e sua Chef barrigudinha, Myriam, e a indico para quem quiser ouvir! 🙂

NOTA DO BLOG: SHOW!
DICA DO BLOG: no almoço, explore bem as massas. Tem ossobuco, tem ravióli, tudo que já provei lá é ótimo. À noite, curta o buffet e a carta de vinhos que tem rótulos bem acessíveis.
Serviço: CLS 206 Bl: A Lj. 10 / 3297 3232. cantina@sanfelicemassas.com.br
 
 

10 thoughts on “Cantina Sanfelice”

  1. Também gosto muito da Cantina Sanfelice, já fui várias vezes, desde que abriu e ao longo do ano passado. O que notei entre uma visita e outra foi o aumento do preço dos pratos, em conjunto com redução no tamanho das porçoes. Mesmo o buffet, ja nao tinha mais tantos itens como no começo e o preço também não era o mesmo. A carta de vinhos também já me deixou incomodado, por nao ter os rotulos anunciados.
    Mas nada disso me fez mudar de ideia com relação ao lugar: a comida continua ótima, e acho a relaçao custo x benefício muito boa!

  2. Desculpe, mas vou discordar. A decoração eh bastante exagerada, beirando o cafona (olha que sou nascida e criada no bairro do bexiga em SP e sempre frequentei e apreciei as cantinas e as festas tradicionais que la ocorrem). Fui apenas uma vez e pedimos a bisteca fiorentina com uma porção de legumes. Ainda que a bisteca estivesse boa, os legumes estavam completamente sem sal e a abobrinha estava super amarga, o que indica que estava velha. A valorização dos produtos frescos eh a base da comida italiana, cobrar caro por uma porção de legumes velhos considero imperdoável. Por isso, acredito que a casa seja merecedora de duras críticas.

  3. Também vou discordar.
    Fui lá com minha namorada e pedimos coisas simples. Espaghetti ao sugo e penne ao sugo (molho de tomate, será que é difícil?). Esperamos mais de 1 hora!!!! Tinha gente que chegou depois da gente, pediu carne e foi servido antes… Serviço foi péssimo… Não volto lá tão cedo.

  4. Me desculpe, mas a comida é muito ruim. Muito abaixo das demais cantinas de Brasília. Fui uma vez e não volto mais. Eu e minha namorada pedimos um massa com ragu e outra com molho bolonhesa. Péssimo!!! Molho aguado! Parecia que tinha sido descongelado. O tiramisu de sobremesa estava sem graça e enjoativo. A única coisa que salvou foi o vinho! Definitivamente é um lugar para se evitar!

  5. A comida é ótima, o preço é muito bom e o ambiente é bem decorado e dentro da proposta de uma cantina familiar.
    Além das óbvias excelentes massas e carnes, as sobremesas são deliciosas.
    Sem dúvida, uma excelente opção em Brasília.

  6. Fomos ontem, tudo delicioso, o buffet de antepastos realmente muito bom! As massas e molhos eu amei. E já tinhamos comprado as congeladas na asa norte para um evento familiar e estava tudo muito gostoso também.

  7. Achei o restaurante muito aconchegante, antepastos perfeitos e caprichados, comida e vinhos com preços justos, inclusive o da casa, que é um ótimo custo beneficio para um jantar despretensioso (vem engarrafado e conseguimos ver a procedência, ao contrário de outros como o do Villa Tevere, que é fraco – só o vinho da casa -e servem direto no decanter). Nos horários de pico faltam alguns garçons, o que acaba sendo relevado pelo conjunto.

    1. Pois é, é estranho como as opiniões são discrepantes! Quem gosta, gosta muito, quem não gosta, não suporta. Eu sempre me dei bem por lá. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *