Brou’ne

Atenção: houve um erro na divulgação do preço, que eu não tinha percebido até voltar à casa hoje. É que muffins, cupcakes e woopies realmente têm preço por unidade, mas os brownies, a cheecake e os cookies são por peso!! R$6,23 por 70 gramas! Isso quer dizer que um brownie tradicional, sem cobertura, pode ficar abaixo desse valor, mas um com muitos ‘acréscimos’ pode bater nos R$7,00 para mais. Hoje, por exemplo, dois cookies (grandes) totalizaram R$16,90!!!

Eita que essa 301 do Sudoeste tá me conquistando! Depois dos drinks no Coevo, finalmente fui à Brou’ne (pronuncia-se brownie, em inglês), uma lojinha tchuca que, além do carro chefe, vende cupcakes, muffins, cookies, café, enfim, uma tentação absoluta, orgia chocólatra assumida, glicose na veia com orgulho e com estilo.

O ambiente é uma graça, uma esquina na parte de trás do prédio, com mesinhas de madeira, sofazinho, lustre e aquela vitrine de se lamber…pelo menos com os olhos.

IMG663
Duas maluquinhas no sofá.

Eu recomendo parcimônia, pois, à primeira vista, os preços não parecem caros, variando entre R$6,00 e R$12,00 (leiam a observação acima), mas de fatia em fatia, dá para sair pobre de lá, com exceção do cookie, nada vem em tamanho grande. Vale também a ressalva de que eu estava com duas crianças que ficaram pedindo uma coisa atrás da outra, o que, via de regra, também resulta em contas altas.

IMG657
Cupcake foi sucesso.

Eu, pessoalmente, provei o brownie tradicional (todos os brownies são R$6,23/70g), que é absolutamente delicioso, com aquela carinha e textura de bolo meio solado, mas extremamente ‘mastigável’ e com focos bem cremosos. Parece que o mais famoso dos brownies é o de Nutella, uma preferência feminina, mas ainda tem de twix, de avelã, de chocolate branco, enfim.

IMG666
Ambiente bonitinho…

 

Outro que provei e me enlouqueceu foi o cookie, grandão, de ‘double chocolate’ com massa de chocolate preto e com ‘pedaços’ de chocolate branco (não são chips, ele vem derretido no meio da massa, na verdade). Eu detesto essas falsificações de cookies que se encontram por aí, mas esse era verdadeiro, também com aquela textura ‘mastigável’, que não é aerado, nem fofinho demais, nem durinho demais, é massudinho, nossa, difícil de explicar!!

IMG665
Os dois imbatíveis, deliciosos.

Levei para casa para todos provarem a woopie, uma novidade que é basicamente um ‘donut’, mas com massa de torta, cortado e recheado com algum creme, tipo um sanduíche doce. Levei o de Red Velvet com um creme branco, mas não achei tão bom. Sei lá, pode ser só uma questão de gosto, mas ele acabou sobrando lá em casa.

IMG673
Woopie de red velvet. O único que não fez sucesso…

A cheesecake em compensação, apesar do formato inabitual, numa forminha de papel, tipo de muffin, estava divina, bem novaiorquina mesmo, feita com um bom queijo, e com consistência cremosa e firme ao mesmo tempo.

Não sou fã de cupcake, então, nem provei, mas as fotos estão aí. Para um

 término de namoro, crise de TPM, uma tarde de fofoca com cafés e amigas, um passeio com a família, tá tudo valendo lá na Brou’ne!

NOTA DO BLOG: ATÉ QUE ROLA (primeira visita)

DICA DO BLOG: brownie, cookie, cookie, brownie e uma cheesecake. Beba muita água também.

Serviço: CLSW 301, Ed. Dakota. Telefone 3209-5233

 

11 comentários sobre “Brou’ne

  1. Lulu, fiquei curiosa depois do seu comentário e corri lá pra conhecer a novidade. Olha, não achei o brownie tão gostoso assim e o cookie tradicional estava excessivamente amanteigado e com gosto de farinha. Na minha humilde opinião um dos melhores brownies continua sendo o da la boulangerie com aquela casquinha sequinha por cima e o meio mais cremoso. Mas valeu o passeio! 🙂

  2. Fui esta semana e achei o brownie muito ruim. O brownie de cereja tinha um gosto de essência de cereja e o chocolate por cima parecia de quinta categoria. Não volto nunca mais.

    1. Nossa, tá rolando um movimento bem forte contra a casa, ao que me parece. Apesar de eu não ser expert em doces, sempre convivi com pessoas que moraram muito tempo fora e americanos que faziam brownies e cookies, e, tenho que dizer, acho a textura e o sabor dos da Brou’ne impecavelmente ligados à receita original.
      Claro, eu provei apenas o tradicional, até porque, na minha opinião, absolutamente tudo que deve ter sabor de cereja, tem sempre gosto de remédio, porque é quase impossível retirar da fruta fresca um sabor impactante o suficiente.
      Mas gosto não dá para discutir e para quem se decepcionou com a casa, eu sinto muito, mas eu continuo apostando neles.

      1. Ooi, lulu, como vc disse Cada um tem a sua opinião. Fui la e tbm não gostei. Achei o cookie massudo, o brownie pesado e com gosto de manteiga. Pode até ser parecido com os americanos, mas o brasileiro tem o paladar bastante diferente. a maioria nao curte mt manteiga/buttercream. Tb Concordo com a opiniao do coleguinha acima, o chocolate era cobertop, sei disso pq basicamente meu estomago frita cada vez que como porcarias oleosas. Pelo preço ela teria que fazer com callebaut. alem disso, achei o cardápio bem fraco. Entendo que a especialidade são os doces, mas opções de lanche fariam o movimento aumentar. Outra observação é que lá não tnha suco natural, eu nao bebo refrigerante. Como fazer? Conhecendo como bsb é, acho bem dificil o negocio ir para frente. Eu não voltaria e nem recomendaria a amigos.
        Ps: sej mais educada ao responder pessoas com opiniões contraria a sua.

        1. Oi, Lais, desculpa se pareci agressiva. Às vezes, na correria do dia-a-dia, a gnt acaba escrevendo como se estivesse brigando com as obrigações diárias! 😉
          Mas, realmente, sou voto absolutamente vencido no caso da Broune!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *