Bar do Alemão

Observação: Atenção, pessoal! A casa continua treinando a equipe e fazendo reparos finais para atendimento ao público. Portanto, apertem os cintos até quarta-feira que vem! Peço desculpas pela informação incompleta que pode ter levado alguns leitores a comparecer ao local com a casa ainda fechada!
É impressionante como algumas casas conseguem, simplesmente, meter o pé na porta e fazer uma entrada triunfal!

Eu mal sabia da existência do Bar do Alemão – original de Itu, e com uma admirável história familiar e gastronômica – quando fiquei sabendo que Brasília seria a sétima ou oitava (!) cidade a abrigar uma de suas franquias. Recebi o convite, confirmei minha presença na inauguração e lá fui eu com a maior cara de jornalista que passou a madrugada cobrindo assassinatos (calma, era só preguiça de me arrumar mesmo): camiseta, minissaia, bota e sobretudo, com aquele ânimo que se sustentava apenas na expectativa de conhecer uma casa nova.

Ambiente Bar do Alemão_Foto_Rômulo Juracy (3) red
Desde 1902!! Respect!

Ao chegar lá, quase dei meia volta! Câmeras, flashes, manobristas e pessoas com vestidos brilhantes…e eu, de assistente de detetive particular, toda de preto. Mas cara-de-pau tem que servir alguma coisa e lá fui eu, que resolvi não deixar meu carro com o manobrista, pois ele tem dado umas palas eletrônicas e tá parecendo o Herbie do ‘Se meu fusca falasse’.

Canapés de embutidos e rosbife

A inauguração, no final das contas, era uma tremenda festa, dessas repletas de autoridades brasilienses (quase fui trocar uma palavrinha com o Governador) e ficou  até difícil degustar direito tudo o que a casa oferece: salsichões, linguiças, como a de vitela, bolinho de carne, eisbein, além de dois carros-chefes da casa: o filé à Parmegiana e o ravióli de muçarela de búfala, que eu consegui provar e estava divino, super leve, com molho bem suave à base de tomate fresco.

Pelo que eu entendi a casa é fechada com a Schincariol, então os chopes e cervejas devem ficar na linha da Baden Baden, Eisebahn, Devassa e, claro, a própria Schin.

Foto1788
Berinjela frita! E não estava gordurosa!

Agora, o local merece um comentário à parte. Eu já havia estado naquele prédio antes, quando lá funcionava o Hooters! Sim, escondidinho lá na orla da Vila Planalto, colado no Lake Side. Só que o espaço era dividido por mais de um estabelecimento. Como, aparentemente, não há crise econômica na Alemanha – mermão! – nego pegou o prédio inteiro, três andares, na beirinha – beirinha mesmo – do lago Paranoá.

Foto1789
Sou a maior chegada de uma salsicha

Fiquei planejando meu retorno num fim de tarde, para um happy hour com pôr do Sol refletindo na água e muito chopp. O último andar também promete demais, porque fica com a vista alta para o lago, brisa e clima ‘abertão’.

Foto1793
Amei! Quem diria que alemão saberia fazer um ravióli desses?

Resta agora agendar a volta ao Bar do Alemão para fazer jus ao meu sobrenome e à minha família do Sul, e provar as comidas com mais calma. Também quero saber se as porções da casa – um dos motivos de sua fama – serão tão fartas quanto as das filiais de São Paulo, por exemplo, onde o filé à Parmegiana (versão para 3/4 pessoas, certamente) vem com 700g de carne e coberto por 300g de parmesão!!!

Até lá, quem puder, vale espiar. Aliás, para quem mora por ali e para quem for se hospedar nos hotéis da redondeza, o Bar do Alemão certamente será point certo para se evitar blitz!

 Serviço: SHTN Polo 03, Trecho 01, Lote 09, Projeto Orla, Asa Norte (ao lado do Lake Side, não tem como não ver!). Telefone: 2109-8700

Funcionamento: terça à sexta, de 12h às 15h, e 18h às 0h; sábados de 12h a 0h; e domingos e feriados, de 12h às 22h.

http://www.bardoalemaobrasilia.com.br/

16 thoughts on “Bar do Alemão”

  1. Lulu, estava quase saindo de casa quando vi sua atualização ontem.
    Me identifico muito com suas postagens E acho que temos um gusto muito parecido. Lá em casa já sabem que, se tirei a indicação daqui, podemos ir tranquilos!!
    Queria deixar uma indicação pra você ir e dpois fazer um post, sobre o “L’entrecôte de Paris” que abriu na 402 sul. É delicioso!!

    Quanto ao bar do alemão, você teve acesso aos valores dos pratos?

    1. Ah, deve ser porque somos xarás!!! 😉
      Então, eu não consegui ver os preços, sobre os quais sempre pergunto, mas foi realmente impossível no meio daquele bafafá conseguir um cardápio (se bobear nem pronto estava!). Pelo que li a respeito da casa e pelo estilo de comida que vai de petiscos até pratos para 3 pessoas, os preços devem variar muito, da faixa de R$3,00 – 40,00 por um belisquete até R$160,00, por exemplo, por pratos que servem 3 a 4 pessoas (o parmegiana para 4 em São Paulo está nesta faixa também, talvez um pouco abaixo, mas em Bsb, né, tudo sobe). Como a casa vai abrir na quarta que vem, vou ver se descubro os preços direitinho para você, tá? Obrigada pela visita!!!
      Luísa

  2. Lulu, quando vi o post me animei de ir conhecer, mas depois da 3ª tentativa frustada de ir desisti. A 1ª fomos e chegando lá não tinha inaugurado ainda, depois tentamos o delivery não estava funcionando e ontem chegamos, sentamos, depois de demorarem uns 15 minutos pra trazerem as bebidas (1 água e um refri), vieram nos avisar que não poderiam servir a comida pois havia acabado a energia da cozinha (???). Depois dessa nunca mais.

    1. Ah, não brinca!! Putz, que coisa chata!!! Sabe o que é bizarro? No dia da inauguração faltou luz também! Deve ser um problema grave naquela área…
      Enfim, sinto muito pela sua experiência e acho uma pena que a casa perca possíveis clientes já, assim, de início. 🙁

  3. Fui la ontem e tudo funcionou bem. Os precos sao ok. So uma correcao: o casa eh fechada com a Ambev. Nada de Eisenbahn ou Baden Baden. Bar do Alemao sem cerveja de trigo achei triste.

  4. Marido e uma amiga estiveram esse final de semana em dias diferentes e os dois reclamaram MUITO do atendimento. Tudo demora horas pra chegar à mesa. E, não, lá não tem cerveja decente.Triste.

    1. Cara, eu queria entender como casas que funcionam super bem no estado de origem vêm pra cá para deixar o nome do lugar desandar!
      São 7 franquias elogiadas, aí, chega em Brasília para absorver o atendimento daqui, ao invés de trazer o atendimento de São Paulo??

  5. Mto caro, peixe sem graça, não tem 1 cerveja alemã e o garçom é grosso e não sabe o nome dos pratos. Disparado o pior restaurante q fui nos últimos meses.

    1. Poxa, tá difícil para eles equilibrarem o serviço e os pratos, hein?
      Esses dias fui lá provar o parmegiana e ainda provamos o eisbein, que achei super gostoso, e o atendimento foi bem padrão. Nada de excepcional, mas como a casa tava meio vazia, tudo correu super bem. 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *